05/11/2020 às 11:57

Quando o rebranding e reposicionamento da marca são necessários?

229
3min de leitura

Recentemente, tive a oportunidade de fazer parte do rebranding da marca "Feito em Casa é Bem Melhor" que hoje tornou-se "Dedicário". A marca me procurou, pois suas sócias acreditavam não estar passando a mensagem correta para o cliente, principalmente pelo nome. Um dos problemas que me deparei logo ao analisar a marca, foi o seu website, cujo domínio era feitoemcasaebemmelhor.com.br, um nome muito grande não só para marca, mas sobretudo para um site. Um dos primeiros passos na consultoria foi realizar uma pesquisa de reputação da marca. Pesquisamos dentre os clientes mais antigos, qual era a imagem que a marca transmitia e a resposta majoritária foi de que remetiam a produtos caseiros, uma marca fofa e amigável. De fato, essa imagem não estava alinhada aos desejos de suas fundadoras Mariana Santos e Anna Ivanoff.

O desejo das sócias da antiga Feito em Casa era ter uma marca mais profissional, mais madura e que não passasse apenas a mensagem de caseiro, pois já há um tempo que seus produtos não eram feitos em casa, mas sim em um ateliê com cozinha industrial. Após a pesquisa de reputação, mergulhamos numa jornada de autoconhecimento da marca, entendendo todos os processos internos, fornecedores, aspectos logísticos e também conhecendo um pouco mais da marca pessoal de suas sócias, Anna e Mariana. Logo de cara, ficou claro que a marca tinha um potencial de mercado altíssimo, porém precisava de um reposicionamento no mercado.

A Feito em Casa já era uma marca estabelecida e com uma ampla rede de fornecedores locais artesanais. Já existia no seu processo de produção, uma curadoria de produtos frescos, naturais e de alta qualidade, os quais você não encontra facilmente nos mercados. A marca apoia a bandeira da sustentabilidade e do bem estar dos animais de criação, e portanto todos os seus fornecedores são escolhidos por terem valores e propósito alinhados aos seus. Entretanto nenhuma dessas informações estavam claras para seus clientes, no site ou nas mídias. (Abaixo mostro o novo site da marca)

Enquanto fazíamos o reposicionamento da marca, realizamos o processo de naming, junto do profissional Nathan Amaral, de forma bem parecida como é feito nas agências de publicidade, e depois de muitos exercícios e testes chegamos a conclusão da criação de uma palavra nova, e assim surgiu a Dedicário, uma amálgama das palavras Dedicatória e Relicário:

"A Dedicário une nosso propósito de presentear alguém de maneira saborosa e intimista (o café da manhã é um bom exemplo, pois tomamos sempre com pessoas que gostamos), com um gesto dedicado a alguém especial. Relicário é o local para guardar tesouros e relíquias, então vemos a marca como um local que está produzindo esse presente como um presente muito especial, uma relíquia. Principalmente por ter os produtos que visam o bem-estar dos animais de criação. O produto de nosso ateliê é uma relíquia dedicada a alguém. Dedicário é uma mistura de dedicar com relicário - "dedicar" porque envolve uma dedicação da parte de quem presenteia ao presentear alguém e de nossa parte (desde o atendimento até a entrega), porque envolve uma dedicatória que vêm do dentro, um sentimento guardado, algo extremamente importante que só pode ser retirado de dentro de um relicário." - Dedicário.

Junto da Designer Gráfica Rebeca Pimentel, criamos a nova identidade visual da Dedicário, uma marca ainda feminina e delicada, porém mais madura que a Feito em Casa, que cultiva suas raízes do produto artesanal e abre espaço para expansão futura com produtos novos de presente, como papelaria e decoração, não se limitando ao ramo da alimentação!

 Observou-se após o reposicionamento da marca, um maior engajamento dos clientes, com comentários e elogios ao novo posicionamento e foi perceptível também a intensa conexão de alguns clientes com o trabalho de conscientização em relação a procedência dos ingredientes, do bem estar animal e da redução do lixo, temas que exploramos durante a implementação do Rebranding.

 O Rebranding se faz necessário quando a marca não está transmitindo a mensagem que ela gostaria de passar, ou quando o posicionamento da marca não está adequado ao objetivo da marca. Ele é um processo de dentro pra fora, um processo interno, em que é necessário, algumas vezes, que a marca dê 3 passos pra trás para, no longo prazo, dar 10 passos para frente. Foram 4 meses desde a consultoria até a implementação das estratégias de Rebranding e monitoramento da marca e os resultados até agora se mostraram positivos, vamos aguardar os próximos capítulos.

05 Nov 2020

Quando o rebranding e reposicionamento da marca são necessários?

Comentar
Facebook
WhatsApp
LinkedIn
Twitter
Copiar URL

Tags

branding branding digital marketing o que fazer o rebranding? posicionamento posicionamento de marca posicionamento estrategico rebranding

Quem viu também curtiu

08 de Fev de 2021

Branding, Marketing ou Publicidade?

06 de Jan de 2021

Sobre crescimento e zona de conforto

16 de Ago de 2021

É possível internacionalizar uma marca sem ter que fechar todas suas lojas nacionais, como a Carolina Sales está fazendo?